A Gravidez de trimestre à trimestre

A gestação traz sentimentos muito diferentes com o passar do tempo. A cada trimestre parece um momento novo totalmente diferente do anterior. A partir da confirmação do teste comecei a sentir uma série de sintomas característicos: sono profundo, enjôos, principalmente por esquecer de comer, ou com comidas específicas; dor nos seios. Eu que adorava dormir de bruços a partir daí esquece, nunca mais consegui fazer isso. Mas o mais importante sentimento é uma felicidade intensa. Os problemas do mundo acabaram a vida é cor de rosa sim.

tumblr_inline_n4i7mjW2UY1rhonzz

Esse momento é lindo e estranho porque junto à felicidade intensa as sensações das pequenas mudanças no corpo começam a acontecer e uma vida começa a ser gerada dentro da gente. Acho que as duas primeiras ecografias são as mais incríveis. A primeira porque com seis semanas, quando eu fiz o primeiro exame, não imaginava, que aquele serzindo de 4,1 milímetros já tinha um coração batendo. Parecia uma sementinha. Acho que vem daí a historinha de que o papai coloca uma sementinha na mamãe e blá, blá, blá. Bom nem preciso dizer que neste momento: chorei, chorei, chorei. Na segunda ecografia levei um susto, aquela sementinha virou um bebezinho de 6 cm. É lindo ver as mãozinhas, os pezinhos, o narizinho. É realmente um milagre.

tumblr_inline_n4i7x9N3fN1rhonzz

O segundo trimestre é o mais calmo, mas não menos emocionante: os enjôos e o sono passam, a dor nos seios também, mas lembram o que falei sobre dormir de bruços continua valendo. Agora por causa da barriga é impossível. A sensação de ter um filho ainda é de pura fantasia e romantismo porque a data provável para o parto ainda esta distante demais. Parece que temos muito, mas muito tempo até lá. A maior transformação deste período foi o crescimento da barriga. Em torno do 4º mês foi mais visível e eu deixei de me sentir gorda para me sentir grávida. Do 4º para o 5º acontece algo incrível: comecei a sentir a Sofia mexendo. No início é quase imperceptível, mas depois vai ficando mais intenso e é possível ver a movimentação só de olhar a barriga.

tumblr_inline_n4i83oaAq41rhonzz

No 4º mês fizemos uma ecografia e a médica deu 80% de chance de ser uma menina. O que significa isso? Ou é ou não é. Não existe percentual. Na ecografia do mês seguinte iniciei o exame advertindo a médica: se não tem certeza do sexo do nosso bebê não fala nada. Ela nos perguntou o que queríamos e nós dissemos uma menina, mas também ficaremos felizes com um menino. Nos primeiros minutos do exame ela, sorrindo, olhou pra mim e para o Cássio e disse bem alto: sabe o que é? 100% menina. E escreveu na tela do exame: 100% menina. Adivinhem: chorei, chorei, chorei.

tumblr_inline_n4i8515bv81rhonzz

Neste 2º trimestre a nossa energia parece que dobra, a gente quer fazer muitas coisas ao mesmo tempo e às vezes até esquece que deveria ir com mais calma.  Tive duas situações que valem recordar: a primeira foi uma brincadeira que fiz com meu marido quando bati a minha barriga com a dele sem me dar conta que poderia machucar a Sofia. Ainda bem que foi de leve. Além desta situação lembro que na época, antes de engravidar, estava começando a fazer musculação e minha médica me orientou a diminuir a intensidade desta e de qualquer outra atividade. Decidi trocar de atividade física e achei uma boa começar a fazer hidroginástica. Nunca fui muito fã deste tipo de exercício, mas achei melhor para o momento. No início era tão chato que sempre que a professora orientava as gestantes fazerem com menor intensidade eu fazia o contrário para intensificar o exercício. Bobagem, com certeza não iria emagrecer neste período. Bom, o resultado foi a constatação de que meu útero estava mais baixo. Na consulta em que minha médica me orientou um período de repouso para evitar um parto prematuro chorei muito e me senti culpada. Comecei a perceber que a distância da data provável para o parto estava diminuindo e a responsabilidade do cuidado aumentando. Neste momento fica mais claro que seria necessário retomar as perguntas iniciais do planejamento: Como seria? O que mudaria nas nossas vidas? O que vamos deixar de fazer? Como queremos educar? É, de fato uma grande responsabilidade e a maior escolha de uma vida. Segui o repouso a risca e o útero voltou à altura normal para manter a gestação tranquila.

tumblr_inline_n4i87w5QlM1rhonzz

O terceiro e último trimestre é o mais ansiogênico, parece que não vai dar tempo para organizar tudo antes da chegada da Sofia: as atividades do trabalho, o enxoval, a mala para levar para a maternidade, as fotos de gestante tirar ou não tirar, fazer ou não o chá de bebê, as lembranças de nascimento… Resolvi me apressar e comecei a registrar e compartilhar tudo sobre o meu trabalho para deixar para as colegas. Existe a sensação de que ninguém vai dar conta e que não seria o melhor momento para me ausentar. Provavelmente este é o momento de pior humor da gestante. Nunca haverá um melhor momento para deixar o trabalho é necessário fazer uma escolha de vida.

tumblr_inline_n4i8dqdx6E1rhonzz

Resolvemos fazer as fotos de gestante em um estúdio que descobrimos um trabalho bacana de uma fotógrafa nos arredores de Porto Alegre. As fotos ficaram lindas e enquanto fazíamos as fotos estávamos completamente conectados com a Sofia.

tumblr_inline_n4i7su1vIM1rhonzz

Quanto ao chá de bebê nunca curti muito essa história. Não queria passar por aquelas brincadeiras onde só os convidados se divertem e a gestante termina parecendo um dragão e não mãe. Então fiz um happy hour de bebê depois do trabalho num barzinho. Não fizemos lista de presentes, achamos melhor e mais útil que quem quizesse levar algo poderiam ser fraldas. Já tínhamos ganho tantos presentes que não tinha necessidade de ganhar mais. Foi maravilhoso, de fato estávamos comemorando a proximidade da chegada da Sofia com as pessoas que estavam envolvidas com a nossa gravidez. Algumas pessoas não puderam estar presentes, mas isso não as tornam menos importantes na espera da Sofia. Sofia ganhou muuuuuuitos presentes. Muitas fraldas, muitos lenços, muitas pomadas, muuuuuuuuitas roupinhas, …..

tumblr_inline_n4i94gsz8Z1rhonzz

tumblr_inline_n4i8x3lPzW1rhonzztumblr_inline_n4i925zp0q1rhonzz

tumblr_inline_n4i90cn1c91rhonzztumblr_inline_n4i8yu8ZWB1rhonzz

tumblr_inline_n4i8rsRmsZ1rhonzz

Eu e meu marido fizemos em casa as lembrancinhas do happy hour e do nascimento. Escolhemos cuidadosamente para que fossem muito especiais. Para o happy hour fizemos uma latinha com confetes e para o nascimento fizemos um aromatizador de ambientes com o título Cheirinho da Sofia. Vou ter que me puxar para a lembrancinha de um aninho!?!

tumblr_inline_n4i987HWyV1rhonzztumblr_inline_n4i994Wi9q1rhonzz

Por fim, a mala para levar à maternidade. Comecei organizando por volta do início do 8º mês e só terminei no dia do nascimento. A gente fica tirando e botando roupas sem ter a mínima ideia do que levar. Li vários sites que davam dicas do que levar à maternidade que ajudaram, mas acho que cada criança e época têm uma necessidade específica.
Ao fim deste longo período de muitas mudanças e emoções a gente percebe que é só o começo de novas vidas.

tumblr_inline_n4i8o9m1k81rhonzz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s