Chegou o dia

4

Inicialmente pensava em fazer um parto normal e, por isso esperar até o rompimento da bolsa, mas dependeria de até quando seria necessário esperar. Por orientação médica não passaria da 40ª semana. Então numa sexta-feira, já com 39 semanas, ouvimos da médica: Sofia está pronta para nascer já podem escolher o dia. Meu marido prontamente perguntou: Pode ser hoje ainda? E eu levei um susto.

2

A gente espera tanto, mas quando chega a hora dá um frio na barriga. Combinamos que pensaríamos no fim de semana e decidimos: terça-feira, 28 de maio, Sofia vai nascer. Ficou marcado para às 5h da madrugada em função da disponibilidade de leitos. Na segunda-feira, dia 27, foi meu primeiro dia em casa sem trabalhar queria deixar tudo organizado para a chegada da Sofia. Passei o dia limpando o quartinho e arrumando as roupinhas pela 100 vez. Por volta das 20h minha bolsa rompeu, mas era tão pouco líquido que custei a acreditar. Minha médica precisou confirmar, mas disse que ainda iria demorar, por isso mantemos o planejamento do horário.

1

No planejamento nossa chegada ao hospital estava prevista para as 3h da manhã, mas como a bolsa já estava rompida resolvemos ir pro hospital mais cedo e esperar lá mesmo. A ansiedade da espera é muito grande e a quantidade de líquido começou a aumentar. Por volta das 21h estávamos dando entrada no hospital. Minha médica também achou melhor irmos nos ambientando para a hora do parto. Eu entrei primeiro para iniciar o monitoramento dos sinais vitais e preparativos cirúrgicos enquanto isso o Cássio, bem tranqüilo, porque ainda tínhamos muitas horas pela frente, foi fazer a parte burocrática da internação.

3

Nesse meio tempo começaram as contrações. Noooossa… doe muito, não imaginava. De repente comecei a perceber que as enfermeiras intensificaram as avaliações do líquido amniótico. Até que, então a enfermeira do plantão veio me dar a notícia: mãezinha vamos ter que adiantar o parto, porque o bebê já evacuou. Essa hora a gente perde o chão, meu medo era muito grande. Questionei que se a Sofia estava bem e a enfermeira disse que sim, mas eu precisava fazer o parto com urgência. Até este momento o Cássio ainda não tinha retornado, então pedi que o chamassem. Precisava dele ao meu lado. Quando ele chegou e dei a notícia vi pela sua expressão que estava muito difícil segurar a barra. Ele também estava com muito medo mal conseguia colocar as roupas acompanhar o parto comigo.

Muito rapidamente me preparam e me levaram para a sala de parto, pouco tempo depois o Cássio entrou, e eu já anestesiada, levei alguns segundos para perceber que ele estava ao meu lado. Então o parto começou e, em torno de 20min depois, enxerguei um pezinho, ouvi um chorinho e em seguida a médica estava nos mostrando a nossa filha. Este momento é incrível. Meu Deus ela é muito linda. Acho que repeti esta frase mil vezes. Aqueles olhinhos!?! Agora caiu a ficha, sou mãe.

Logo após nos mostrarem a nossa filha a levaram para os primeiros procedimentos, o Cássio acompanhou. Eu estava em êxtase à espera da minha guriazinha pareciam horas. Mas aí então chegou o Cássio e a colocou em cima de mim. Nós três passamos a ser uma coisa só. É inexplicável. É a coisa mais maravilhosa do mundo.

Neste momento, além da Sofia, nasceu uma mãe e um pai e o início de muitas histórias.

5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s