I Carta para Sofia: À caminho da creche

Mais um passo e você está indo para a creche. Nunca pensei que seria tão difícil. São poucas horas e eu morro de saudade o dia inteiro. Fazem 2 anos que eu não sei o que é a rotina de um dia sem você. Saiba que você mudou o curso da minha história. Pouco antes da sua chegada estava pensando que já era hora de voltar aos estudos: um novo pós, outra formação, não tinha bem certeza do que fazer exatamente. Mas aí você chegou me fazendo questionar: quem sabe antes de embarcar num novo momento agitado de aulas, livros e estudos experimentasse um momento de calmaria num curso prático de maternidade?

Por você, embarquei neste último. Mas calmaria? Hum, não é bem assim.

E agora você está buscando novos passos de sua independência. Isso me fez me dar conta que também preciso reeditar minha individualidade.

Ainda quero passar um dia inteiro ao sol sem me preocupar com nada. Será isso possível depois de ser mãe?

Bom, porque o papo chegou até aqui? Porque você está indo para creche. Primeiro eu estava muito feliz porque você iria ter crianças da sua idade para brincar, novidades, novas aprendizagens, aprender com pessoas diferentes, novos vínculos….

E a creche que escolhemos me deixou muito tranquila quanto a sua segurança e boas práticas na área.

Só que a vida não é exatamente simples assim. E algo que era para ser só alegria me fez sofrer muito. Acho que em cada etapa cortamos mais um pouquinho do cordão umbilical. O que foi cortado no parto foi só o físico. Agora tenho que me ver com um novo momento de ruptura e você também.

No primeiro dia ficamos juntas para conhecer como funciona uma creche, mas ficamos pouco mais de 1 hora por lá. Você adorou e estava tranquila comigo por perto. No segundo dia eu fiquei um pouco menos dentro da sala, mas estava por perto. O choro apareceu, mas ainda por muito pouco tempo. Talvez pelas poucas horas e pela novidade. A partir do terceiro dia a monitora pediu para que eu não ficasse nenhum momento dentro da sala e que você ficasse quase o dia todo lá. Que sentimento de insegurança me passou. Medo de você não estar sendo bem cuidada. Não consegui ir para casa. Fiquei em cafés próximos e acabei te buscando antes do combinado.

Bom, aí você percebeu que quando vai para creche é para ficar muitas horas longe de mim, então o choro na chegada agora é mais intenso. Chora para ficar, mas ainda assim busca acolhimento com as monitoras. Acho que já está começando a se sentir mais segura.

De novo conflito: quer crescer e ver o que o mundo tem para te apresentar, mas também quer o colinho da mamãe e continuar sendo o bebê.

Sinto te dizer filha, mas conflitos vão te acompanhar toda a vida. Mas fique tranquila porque nem sempre são ruins. Eles geram aprendizados e podem mudar o curso de uma vida.

12002223_10207263365685490_5324397631811439443_n  11988685_10207263365165477_3099286646218898295_n

Anúncios

6 comentários sobre “I Carta para Sofia: À caminho da creche

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s