Tem tempo que sigo pensando sobre o tempo

Tempo é um conceito abstrato e complexo. Já escrevi sobre ele aqui no blog em forma de poema em Senhor Tempo. Algo difícil de ensinar aos pequenos ainda numa fase de pensamento concreto onde cadeira é um onde sento, cama é onde durmo e o tempo é o que mesmo? Entender sobre algo que não se vê é no mínimo complexo. Boa parte das aprendizagens na primeira infância darão subsídios para mais tarde as crianças apresentarem capacidade cognitiva suficiente para começar a entendê-lo. Escrevendo este post lembrei de um amigo da Sofia, o Pedro, que em meio ao seu aprendizado acha que um outro dia está mais próximo do que amanhã.

Tenho tentado contextualizar alguns momentos para a Sofia. Quando à deixo na creche digo que vou buscá-la depois que ela brincar e fazer as refeições com seus amigos. Quando o Cássio vai para o trabalho ele diz para onde está indo e que ela vai passar o dia com a mamãe ou na creche e depois ele volta. Ainda acho que nossas frases estão um pouco complexas, mas como disse no início não é fácil ensinar os pequenos.

De qualquer forma não é só para as crianças que o entendimento sobre o tempo é complicado de administrar. Nós os adultos, que em teoria temos um conceito formado e compreendido, também nos vemos confusos de vez em quando, pois passamos a incluir as emoções neste entendimento.

Eu diria que o tempo depende do status do nosso momento emocional. Fazendo as contas sobre o tempo entre a minha gravidez e os 3 primeiros meses da Sofia percebo que a conta não fecha racionalmente. Veja bem: meus primeiros meses de gravidez passaram como te tivessem 1 semana cada. Já o último teve com certeza por volta de 365 dias. E o dia em que a Sofia nasceu?!? Desconfio que o relógio fez algumas pausas até a noite. Depois do retorno para casa tive a impressão de a noite passou a ser mais longa que o dia. E tudo só voltou aos seus horários quase normais depois que Sofia completou 3 meses e as cólicas deixaram de se fazerem presentes. Agora há quanto tempo aconteceu tudo isso? Hummm… como hoje a Sofia tem pouco mais de 2 anos tenho a impresão que foi ontem.

Segue um vídeo para ilustrar o dia e a noite e nos deixar mais entendidos e mais confusos.

Observação; Sofia ficou hipnotizada vendo este vídeo.

 

Anúncios

4 comentários sobre “Tem tempo que sigo pensando sobre o tempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s