Coisas simples de criança

Alguém já observou como as crianças são simples?

Via de regra toda mãe e todo pai quer o melhor para os filhos. Ok, frase extremamente clichê, mas é fato. Queremos o melhor de tudo para eles: a melhor educação, a melhor saúde, acesso à tudo de melhor em qualquer coisa. Mesmo que essa ideia de melhor seja uma mera ilusão e que grande parte do que disponibilizamos não provoque nenhum interesse neles.

Se conversarmos com alguns pais e mães, não precisam ser muitos, dois já devem ser suficientes, acho que poderíamos ouvir dezenas de conceitos ou ideias diferentes do que é o melhor para os filhos. Ok, então já temos um conflito aqui. Não há consenso do que é o melhor. Cada pai e cada mãe, mesmo sendo um casal, pode trazer entendimentos diferentes do é o melhor. Talvez porque não exista um melhor. Há o que eu posso fazer e o que eu acredito ser o melhor. O que a criança recebe são nossas tentativas.

As vezes idealizamos “o” presente perfeito. Lindo, grande, de preferência bem caro para dar ao nosso filho e quando entregamos nos surpreendemos com o fato de que a caixa do presente ganhou maior atenção do que o próprio presente. A frustração é enorme.

Como assim meu filho gostou mais da caixa do que o super presente que eu comprei?

Pois bem, pode ser que o interesse naquele presente deva ser maior para os pais do que para a criança. Então, talvez quem deva brincar com “o” presente sejam os pais. Brincadeira.

Tenho uma experiência anterior com meu sobrinho, que sempre foi muito criativo. Ele também agia desta forma, caixas coloridas eram bem mais interessantes do que brinquedos com vários botões que faziam tudo sozinhos. E agora com a Sofia, venho percebendo este movimento novamente. Os brinquedos mais simples ganham mais atenção. E as caixas de papelão podem virar incrivelmente qualquer coisa que a imaginação permitir.

Há poucas semanas atrás Sofia recebeu a visita do amigo Pedro. Ele trouxe um presente para ela: uma boneca, com banheira e vários acessórios de banho. Ela amou provavelmente porque tem curtido muito cuidar de “bebês”ultimamente, mas num dado momento observei os dois amigos brincando com a caixa do presente. Por fim a caixa, com a ajuda do meu marido, virou uma roupa de robô para o Pedro. Parece que o tamanho foi feito para ele. Sofia ficou decepcionada porque ela queria para ela aquele incrível presente. “O” presente: caixa de papelão.

Assim acontece em outros momentos. Sofia se diverte à sua maneira com coisas simples. Ela adora jogar comida para patos ou peixes nos lagos e é apaixonada por pedras. E não são aquelas coloridas ou tão diferentes, simplesmente pedras comuns. Normalmente quando encontra, junta algumas para trazer para casa.

Outro momento que a Sofia se diverte muito é quando fazemos as sessões de pintura, com tinta tempera ou cola colorida. Ultimamente ela tem adorado pintar toda a mãozinha e bater no papel com ela. Ela fez essa atividade na creche para o presente do dia dos pais e tem adorado repeti-la.

Quando fomos para Disney tinha dúvidas se ela ia se divertir naquele lugar. As vezes parece óbvio que o parque foi projetado para crianças e que todas vão se divertir com certeza. A verdade é que às vezes não acontece bem isso. Depende muito. Os parques são enormes, cansativos e, por vezes, brinquedos muito velozes e assustadores para crianças pequenas. Até penso que a Disney foi projetada para os adultos que se permitem um momento de criança novamente. Aí aproveitam os filhos para reviver estes momentos. Sorte foi que a Sofia adorou vários brinquedos, mas demos azar em vários outros que ela não gostou e se assustou. E depois que começa o tempo do brinquedo é preciso ir até o final. Lembro bem da casa mal assombrada, da atração da Branca de Neve e do Slinky do Toy Story. Péssimas ideias.

Com a Sofia tenho aprendido que as vezes a complexidade do adulto atrapalha. E que coisas muito simples podem ganhar maior atenção e serem mais estimulantes e/ou desenvolvedoras.

Acho que a questão é achar um equilíbrio entre o que oferecer para a criança e o que esperar do próprio interesse dela. Meu balizador tem sido a forma como a Sofia se sente. Se ela está feliz tenho mais segurança de que vai aproveitar mais. Então sinto-me satisfeita.

Anúncios

5 comentários sobre “Coisas simples de criança

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s